Biblioteca

Aqui você encontra diversas informações sobre obras de infraestrutura, energia, meio ambiente, direitos humanos e desenvolvimento local.

 

ONCEKADI

O livro “Ocekadi” (termo da língua Munduruku que pode ser traduzido como “nosso rio” ou “o rio do nosso lugar”) avalia criticamente como o planejamento, licenciamento e implementação de hidrelétricas na bacia do Tapajós, atendendo a interesses políticos e econômicos restritos, têm violado sistematicamente os direitos dos povos indígenas e outras populações locais, a legislação ambiental e o Estado Democrático de Direito, resultando numa escalada de conflitos socioambientais na região.

capa

“Quem são os proprietários das hidrelétricas da Amazônia?”, pesquisa publicada pelo Instituto Mais Democracia, rastreou a cadeia de proprietários de usinas hidrelétricas que estão sendo construídas em rios da Amazônia e analisou a convergência entre estas usinas hidrelétricas e empresas mineradoras nas regiões onde as mesmas estão sendo instaladas. São elas Santo Antonio e Jirau (rio Madeira), Teles Pires (rio Teles Pires/Tapajós), Belo Monte (rio Xingu) e Estreito (rio Tocantins).

3CapturarDiferentes Dimensões da Energia em Debate – Caderno de estímulo para iniciativas autogestionadas. 

2CapturarAntes tarde do que nunca – Como um país perdulário chegou a uma crise energética improvável e como – apesar de tudo – pode sair dela aprendendo com os erros.

1CapturarTerritório de Povos e Comunidades Tradicionais e as Unidades de Conservação de Proteção Integral – Alternativas para o asseguramento de direitos socioambientais. 

6CapturarEPC – Propostas empresariais de políticas públicas para uma economia de baixo carbono no Brasil.

Hidrelétricas na Amazônia – Volume 1 Impactos ambientais e sociais na tomada de decisões sobre grandes obras. Hidrelétrica na Amazônia- impactos ambientais e sociais na tomada de decisão sobre grandes obras. Volume 1.

Hidrelétricas e Hidrovias na Amazônia - Os planos do governo brasileiro para a Bacia do Tapajós.

Hidrelétricas e Hidrovias na Amazônia – Os planos do governo brasileiro para a Bacia do Tapajós.

Barragens no Tapajós - Resumo da SérieBarragens no Tapajós – Resumo da Série

Amazon Dams and Waterways – Brazils Tapajós Basin PlansAmazon Dams and Waterways – Brazils Tapajós Basin Plans

4Capturar

Carta Pública escrita por pesquisadores, estudantes, representantes de organizações e movimentos sociais, originária do colóquio “Concessão à Violência: A licença de Operação de Belo Monte”, realizado na Universidade Federal do Pará em 30 de junho de 2015, é mais uma busca obstinada de diálogo com o governo e a tecnocracia estatal no Brasil.

10CapturarO setor hidrelétrico na Amazônia brasileira: 23 hidrelétricas e seus efeitos sobre Terras Indígenas.

9CapturarProtocolo de Consulta Munduruku – Elaborado pelos Munduruku, reunidos na aldeia Waro Apompu, Terra Indígena Munduruku, em 24 e 25 de setembro de 2014. E na aldeia Praia do Mangue, em 29 e 30 de setembro de 2014. Este documento foi aprovado em assembleia extraordinária do povo Munduruku na aldeia Sai Cinza, em 13 e 14 de dezembro de 2014.

8CapturarProposta preliminar de Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis. Consultor: Valmir Gabriel Ortega.

 11Capturar

A Transnacionalização da Indústria de Sementes no Brasil – biotecnologias, patentes e biodiversidade.

5CapturarPlanejamento Elétrico Brasileiro – Mauricio T. Tolmasquim, Empresa de Pesquisa Energética.

12CapturarPDE Alternativo – investigação preliminar da viabilidade e oportunidade. Por Tasso Azevedo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s